Home

Usários On-line

Nós temos 1 visitante online

Campanhas

A ABENFO-PI é parceira:

 
PROENF: Materno-Infantil

 
Parto Normal está no meu Plano

 
Diga NÃO ao Ato Médico

Fotos do VI COBEON

 

ABENFO - PI
Realizado em Teresina o primeiro parto domiciliar assistido do Piauí PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 6
PiorMelhor 
Qua, 26 de Agosto de 2015 03:05

A ideia surgiu após o casal assistir a um documentário sobre o sistema obstétrico no Brasil, o qual apresentava casos de partos domiciliares


“Foi um momento transformador, nunca mais vou ser a mesma”. É com essas palavras que Taisa Magalhães define o nascimento do seu primeiro filho, Téo. Ela foi a primeira mulher no Piauí a optar pelo parto domiciliar planejado com assistência, quando todo o procedimento é realizado em um ambiente doméstico, com a presença de familiares.

Após o acompanhamento gestacional e a garantia médica de que a gravidez era de baixo risco, Taisa e o esposo Diego decidiram que o nascimento do filho não seria em um ambiente hospitalar. A ideia surgiu após o casal assistir a um documentário sobre o sistema obstétrico no Brasil, que apresentava casos de partos domiciliares.

“Ficamos encantados com os relatos de mulheres que realizaram o parto domiciliar. Decidimos que o ambiente do hospital poderia interferir de alguma forma, psicologicamente ou fisiologicamente, no momento do parto. Ocorreu tudo dentro de uma gestação de baixo risco, e foi um momento maravilhoso”, lembra.

O nascimento de Téo aconteceu no último dia 15 de agosto. Todo o trabalho de parto durou cerca de 14 horas, e foi acompanhado de perto pelo esposo, e pelo pai de Taisa. A equipe de apoio contava com duas enfermeiras obstetras, e uma Doula, que deram todo o suporte necessário para que tudo fosse dentro do planejado.

Segundo Taísa, o apoio emocional dos familiares foi fundamental para o sucesso do parto. “Em nenhum momento pensei em desistir, e voltar atrás dessa decisão. Meu esposo participou ativamente do parto, em todo momento me motivando. O apoio emocional que tive ajudou bastante, para que eu ficasse tranquila, e que tudo acontecesse dentro do planejado”, explica.

A recuperação após o nascimento de Téo também surpreendeu a mamãe Taisa. Ela conta que, apesar do trabalho de parto ter durado 14 horas, nem percebeu o tempo passar. “Durante esse tempo dormi, dancei, fiquei na água. A minha recuperação foi maravilhosa, no dia seguinte já estava andando normalmente. Além disso, a amamentação também é facilitada. O Téo mamou na primeira hora de vida, o que em um parto cesáreo não seria possível”, lembra a jovem mãe.

 

Mesmo sendo em casa, são utilizados todos os equipamentos necessários

A enfermeira Bruna Sepúlveda foi uma das profissionais que acompanhou o parto de Taisa. Ela conta que o nascimento de Téo aconteceu dentro do esperado, e que não houve complicações. “Estávamos ali apenas para dar suporte, naquele momento ela tinha total poder sobre o corpo dela”, relata.

A enfermeira explica que apesar de ser realizado em casa, esse tipo de parto conta com recursos e equipamentos necessários para garantir o bem estar da gestante e da criança. “Os riscos são aqueles habituais, de qualquer parto de baixo risco. Não são feitas medicações e tudo acontece da maneira mais natural possível. Levamos equipamentos, e recursos, apenas para o caso de alguma intercorrência”, explica.

Antes de optar pelo parto domiciliar, Taisa Magalhães passou por um acompanhamento médico, para garantir que a gravidez era de baixo risco. Ela faz o pré-natal com médico obstetra, como toda gestante. Nesse tipo de parto, o casal é informado de todos os riscos, e assina um termo. É uma vontade da mulher, que deve ser respeitada. O que fazemos é apenas oferecer o suporte”, explica.

O nascimento de Téo, primeiro parto domiciliar planejado com assistência realizado no Piauí, pode representar um aumento no número de partos naturais no Estado, na avaliação da enfermeira Bruna Sepúlveda. Ela acredita que por falta de informações adequadas às gestantes, os índices de partos cesáreos ainda são elevados no Brasil, e acima do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). “Vivemos em uma sociedade onde tudo é voltado para atenção médica, e vamos indo contra a forma natural de nascer. É preciso entender que a mulher tem todo o poder sobre o próprio corpo, e a vontade dela deve ser respeitada”, avalia Bruna.

 

Mais da metade dos nascimentos no País são no estilo cesáreo

Para a apoiadora da Rede Cegonha no Piauí, Soraia Albuquerque, questões relacionadas ao parto devem ser amplamente discutidas na sociedade. Ela lembra que dados da Pesquisa Nacional da Saúde, divulgados na última semana, apontam que mais da metade dos nascimentos no Brasil acontecem através de partos cesáreos.

"O que está por traz dessa escolha é a falta de informação, principalmente em relação à dor. Na nossa sociedade, as mulheres acreditam que o parto normal representa um sofrimento. Por outro lado, os estabelecimentos médicos encaram o parto como a produção de uma indústria, e por ser mais prático, as mulheres acabam convencidas a realizar o parto cesáreo”, explica. Soraia Albuquerque ressalta que a mulher deve ter total autonomia para escolher a forma que quer realizar o parto, mas que isso deve ser feito de maneira responsável, observando todos os pontos favoráveis e contrários à escolha do local.

“O melhor local para mulher parir quem vai dizer é a própria mulher. Se a gestação não representa nenhum um tipo de risco, e ela acha que o melhor local a própria casa, essa vontade deve ser respeitada. Porém, isso deve ser feito de uma forma muito responsável, com auxílio de profissionais capacitados”, reforça.

 

Por: Natanael Souza - Jornal O Dia. Fonte: http://www.portalodia.com/noticias/saude/realizado-em-teresina-o-primeiro-parto-domiciliar-assistido-do-piaui-245272.html

 
II Seminário Nacional de Pesquisa em Enfermagem Neonatal - II SENPEN PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Seg, 03 de Agosto de 2015 01:33

A Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras (ABENFO) e Seccional Piauí (ABENFO - PI) tem a honra de convidá-los a participar do II Seminário Nacional de Pesquisa em Enfermagem Neonatal - II SENPEN, a realizar-se no período de 14 a 16 de abril de 2016, na cidade de Teresina-PI. TEMA CENTRAL - Interface entre o Parto e Nascimento: a Enfermagem e a melhoria do Cuidado.
O evento contará com Palestrantes Nacionais além da apresentação e premiação de Trabalhos Científicos. Será um grande evento na área. Participem.

 
Matéria veiculada no Jornal "O Dia" em 24/06/15 PDF Imprimir E-mail
Sex, 03 de Julho de 2015 03:38

 
Edital para Residência 2015 PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 5
PiorMelhor 
Qui, 11 de Dezembro de 2014 14:26

A ABENFO-PI divulga o Processo Seletivo para o preenchimento de vagas no Programa de Residência em Área Profissional da Saúde da Universidade Federal do Piauí - UFPI nas áreas de Enfermagem Obstétrica (em parceria com a ABENFO-PI), Enfermagem, Farmácia e Nutrição, em conformidade com as exigências do Regulamento destes Programas e da Portaria Interministerial 1.077/2009 do MEC/MS e Resoluções nº 2, de 13 de abril de 2012 e nº 3, de 04 de maio de 2010 da CNRMS.

Edital nº 21/2014 - Enfermagem Obstétrica
Clique aqui para realizar sua inscrição

Edital nº 22/2014 - Enfermagem, Farmácia, Nutrição
Clique aqui para realizar sua inscrição

Formulário para atendimento especial

 

 

 

 

 
Registro do Título de Especialista PDF Imprimir E-mail
Qui, 02 de Outubro de 2014 17:38


OFÍCIO CIRCULAR Nº 020/GAB PRESIDÊNCIA
Teresina, 29 de Setembro de 2014.


Prezados (as), o Conselho Regional de Enfermagem do Piauí - COREN-PI, Autarquia Federal criada pela Lei 5.905/73, Órgão Responsável pelo Disciplinamento e Fiscalização do Exercício Profissional da Enfermagem no Estado do Piauí, em conformidade com a Resolução Cofen n° 439/2012, que dispõe sobre a obrigatoriedade do registro do Título de Especialista em Enfermagem Obstétrica, vem por sua presidente, convidar V. Sa. a comparecer ao Coren - PI, para realizar seu registro do título de Especialista em Enfermagem Obstétrica, munidos com os documentos relacionados no verso. Ressaltamos que a inscrição é isenta de pagamento de taxas. Para mais informações entre em contato conosco pelos telefones (86) 3222-7861/3223-4489; e mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou pelo site www.coren-pi.com.br.


Atenciosamente,
SILVANA SANTIAGO DA ROCHA
COREN-PI 28481
Presidente


DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA O REGISTRO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM ENFERMAGEM OBSTÉTRICA.

• DIPLOMA/CERTIFICADO OU DECLARAÇÃO COM HISTÓRICO ESCOLAR.
• RG
• CPF
• COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA COM DATA INFERIOR A 06 MESES
• TÍTULO ELEITORAL
• COMPROVANTE DE VOTAÇÃO DA ÚLTIMA ELEIÇÃO E/OU CERTIDÃO DE QUITAÇÃO ELEITORAL EMITIDA PELA JUSTIÇA ELEITORAL.
• CERTIDÃO DE NASCIMENTO/CASAMENTO
• CÓPIA DA CARTEIRA DEFINITIVA PRINCIPAL.
• 01 FOTO 3X4 RECENTE COM FUNDO BRANCO
• CERTIDÃO OU COMPROVANTE DE QUITAÇÃO COM O SERVIÇO MILITAR PARA O SEXO MASCULINO, COM IDADE INFERIOR A 45 ANOS.

OBS:

• NO CASO DE DECLARAÇÃO EMITIDA PELA INSTITUIÇÃO DE ENSINO FORMADORA, ESTA DEVERÁ TER RECONHECIMENTO DE FIRMA DO RESPONSÁVEL PELA ASSINATURA DA REFERIDA DECLARAÇÃO.
• A NÃO APRESENTAÇÃO DO CERTIFICADO NO PRAZO ESTIPULADO DE 01 (UM) ANO IMPLICA NO CANCELAMENTO DO REGISTRO DA ESPECIALIZAÇÃO.
• A DECLARAÇÃO EMITIDA DEVERÁ TER DATA INFERIOR A 06 (SEIS) MESES.

 
Resultado do CEEO para a UFPI PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 
Qui, 07 de Agosto de 2014 00:00


Segue a relação de candidatos aprovados no CEEO  para a Universidade Federal do Piauí (UFPI). O resultado na íntegra, por região, está disponível no site http://www.enfermagem.ufmg.br, no link Destaques da página inicial.

Região Nordeste - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ (UFPI)


Aprovados e Classificados
Classificação Nome RG Nota Nº de Inscrição
1. Mônica da silva Pinto Cronemberger 1379580 PI 94,00 105
2. Laís Norberto Bezerra de Moura 2296857 PI 89,50 104
3. Marcos Resende de Souza Lima 1791645 PI 88,50 109
4. Lívia Carvalho Pereira 2504030 PI 87,50 17
5. Jordana de Moura e Sousa 2053854 PI 85,50 364
6. Isabel Maria Cesar Alves 1488200 PI 83,50 362
7. Tiago de Souza Macedo 2027767 PI 81,00 369
8. Franscisca Ferreira Lima 1876461 PI 80,00 107
9. Joyce Nayla Viana Lira 2269144 PI 80,00 363
10. Sandra Valéria Nunes 1536568 PI 77,00 102
11. Alcynea Mendes de Souza Oliveira 890434 PI 77,00 366
12. Izaura de Sousa e Silva 1644386 PI 74,00 98
13. Kerolaine Ruana Martins de Almeida 1971067 PI 67,00 354
14. Caroline Neves de Sá 2675666 PI 64,50 360
15. Raniéri Aparecida Pereira de Santana 2359080 PI 64,00 112
16. Rodrigo Marcondes de Pinho Pessôa 1421655 PI 62,00 108
17. Jânia Cristina Rodrigues da Rocha 2134585 PI 60,00 103
18. Márcia Lopes Amorim Martins 1377219 PI 49,00 361

Aprovados e não Classificados
Classificação Nome RG Nota Nº de Inscrição
1. Thais Rejane Alves Lustosa 2304149 PI 4 9,00 418
2. Nalanne Patryce de Sousa Nascimento 1865958 PI 4 6,00 359
3. Amanda Caroline Santana Sobreira Soares 2233480 PI 4 5,00 358
4. Tânia Márcia Marques de Sousa 1804128 PI 4 5,00 101
5. Sayonnara Ferreira Maia 2231719 PI 4 4,00 365
6. Cristina Pacífico Oliveira 1714931 PI 44,00 33
7. Samara Maria Leite Costa Lima L. Silva 1601350 PI 43,00 106
8. Vagner Ferreira dos Santos 2103504 PI 4 3,00 141
9. Leandro Silva Mota 2459674 PI 35,00 419
10. Cândida Costa Silva 375381 PI 21,00 404

 
Edital para Programas de Residência PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 13
PiorMelhor 
Dom, 10 de Agosto de 2014 23:17

Edital para a oferta do Programa de Residência em Enfermagem Obstétrica, se destina a instituições públicas estaduais, municipais e Distrito Federal, as instituições privadas sem fins lucrativos. O período de inscrição será: 11 de agosto de 2014 às 08h a 30 de setembro de 2014 até 23h 59min. importante ressaltar que embora no item 2.2.2 que trata das áreas de concentração o item f) trazer a saúde da mulher e e Enfermagem Obstétrica juntos o programa deve ser cadastrado apenas como Enfermagem Obstétrica, para não haver problema na certificação e registro no COREN.

Euzi Adriana Bonifácio Rodrigues
Consultora Técnica / Coordenação Geral de Saúde das Mulheres
DAPES/SAS/MS - (61) 3315-9101

 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Vídeos

Filme IV ENONEPI

Clique na imagem para tocar

 
Programa Bem Viver (p01)

Clique na imagem para tocar

 
Programa Bem Viver (p02)

Clique na imagem para tocar

 
Programa Bem Viver (p03)

Clique na imagem para tocar

 
Programa Bem Viver (p04)

Clique na imagem para tocar

 
Programa Bem Viver (p05)

Clique na imagem para tocar

 
Programa Bem Viver (p06)

Clique na imagem para tocar

 
PI TV-TV Clube

Clique na imagem para tocar

 
Notícia da Manhã

Clique na imagem para tocar

 
Jornal Agora

Clique na imagem para tocar

Mais Vídeos

Todos os videos...